quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Em família: conversando sobre dinheiro



Você conversa abertamente sobre dinheiro com seu marido ou esposa, com seus filhos, com seus pais? Infelizmente, não é sempre que a gente se sente confortável em se abrir com relação às nossas dificuldades, sonhos e projetos.

A falta de diálogo sobre o tema dificulta a construção da riqueza familiar e afeta relações. Vivendo sob o mesmo teto, as pessoas geram gastos e, quando elas não participam da organização financeira, fica mais fácil perder o controle. A consequência, em algumas situações, é o endividamento de quem banca a conta. Em outras, é a impossibilidade de guardar dinheiro. Em ambos os casos, fica impossível realizar sonhos como comprar ou reformar a casa, ter uma reserva para emergências, fazer uma faculdade e por aí vai.

Pesquisas mostram que o dinheiro é a principal causa de brigas, separações e conflitos dentro de casa. Quando esses sonhos são compartilhados com os filhos e parceiros e todos têm a responsabilidade de zelar pelo orçamento familiar, há um empenho coletivo para que os projetos se concretizem. Por isso, aproveite este dia 8 de dezembro, quando é comemorado o Dia da Família no Brasil, e comece a colocar o tema na roda! Veja algumas dicas:

1. Organize os gastos e as receitas da casa. Use um aplicativo, caderno ou planilha de orçamento doméstico que você pode encontrar gratuitamente na internet, como esta aqui do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor). Anote todas as despesas e as receitas e feche as contas para saber como anda a saúde financeira de sua família.

2. Vamos conversar? Chame uma reunião de família para falar sobre as finanças. Não deixe as crianças de fora. Mesmo que num primeiro momento elas não entendam muito bem o que está em discussão, é fundamental que elas sejam envolvidas desde cedo. A conversa deve ser leve e descontraída, para que todos se sintam à vontade para contribuir.

3. Envolva e inspire. Explique o objetivo da conversa e mostre a importância de todos participarem das decisões para que um determinado objetivo seja alcançado. Se você tem dívidas, explique a situação e peça opiniões sobre como resolver. Faça perguntas: O que podemos fazer para pagar as parcelas atrasadas? Quais despesas a gente pode cortar? Podemos gastar menos na conta de água e luz? E se a gente vender o carro? Ideias para gerar renda extra também podem ser bem-vindas.

4. Defina objetivos. A partir dessa conversa inicial, definam juntos alguns objetivos para o próximo mês. Por exemplo: reduzir R$ 50,00 por semana nas compras do supermercado, cortando alguns itens dispensáveis, diminuir o pacote da TV a cabo e assim por diante. Conversem, também, sobre sonhos e planos para o futuro.

5. Distribua tarefas. Compartilhe a organização financeira com a família. Os adolescentes podem, por exemplo, ficar com a responsabilidade de guardar as notas de compras para lançar na planilha. As crianças, de organizar as datas de vencimento das contas. É essencial que todos participem das tarefas.

6. Incorpore à rotina. Reúna a família todo mês para acompanhar como as coisas têm andado e o que pode ser feito para melhorar. Usando as anotações do orçamento como referência, mostre o que aconteceu no mês e estimule novas ideias para continuar gastando menos e poupando mais.
Aproveite e faça o teste para descobrir se o seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência. Conheça, também, o site Valores, Dinheiro & Eu, voltado à educação financeira de crianças de 6 a 12 anos.


Fonte:http://www.serasaconsumidor.com.br/educacao/em-familia-conversando-sobre-dinheiro/?utm_source=crm&utm_medium=email&utm_content=materia1&utm_term=G24_M_MA_1&utm_campaign=543_normal_20161206

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Dica do dia - Usar prateleiras pode sair mais barato.


Fabricando ao longo de 15 anos, móveis e artefatos, notei que os clientes tinham a necessidade de encomendar um móvel apenas para guardar pequenos e médios utensílios como: livros, cosméticos, produtos de limpeza, brinquedos, CDs, DVDs, etc. Geralmente parte desses utensílios, podem e devem ser organizados em prateleiras, dando um ar de leveza no ambiente, e, quebrando a regra de módulos compactos como padrão, em vários ambientes do lar ou empresa. 




Pensando sempre nos clientes, a empresa ( T@ki - Soluções em MDF ) iniciou uma larga produção de prateleiras em vários tons de MDF Unicolor e Amadeirado, nas medidas de 22cm a 44cm de comprimento por 13,5cm de largura, medida suficiente para comportar vários produtos, utensílios e artefatos de decoração. 


A empresa T@ki, lança a sua nova linha de produtos com uma mega promoção, com prateleiras a partir de R$ 7,99 ( sete e noventa e nove ) e para compras do kit promocional com três peças, a entrega e montagem é grátis, no momento apenas disponível na cidade de São Luís do Maranhão.

Para informações e vendas.
(98) 98155-9544 - WhatsApp

PRATELEIRA COM 22CM X 13,5CM
PRATELEIRA COM 44CM X 13,5CM
Cores disponíveis 
MDF IMBUIA IMPERIAL
MDF GRAFITO COUNTRY
MDF CINZA GRAFITO
MDF MARFIM MORANO
MDF OVO TX


terça-feira, 6 de setembro de 2016

A Grande promoção vem chegando - Não Perca.

A empresa T@ki, visando atender o público em geral e suas necessidades do lar e empresa, adaptou a sua produção para uma linha de peças em MDF de alta qualidade, para que você possa comprar a um preço nunca visto, móveis e artefatos de que você tanto sonhou.


Aviso. São milhares de peças a partir de R$: 7,99 até acabar o estoque.

Obs. Vendas e entregas apenas na Ilha de São Luís-MA   

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Como aproveitar melhor o seu 13º - Aposentado - Dica


A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!
Fonte: SerasaConsumidor

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Os perigos de emprestar o nome - Dica


Quando um amigo pede para você contratar um empréstimo em seu nome ou pede para você comprar aquele celular para ele, você acredita que ele irá pagar direitinho para não te prejudicar, afinal a confiança é tudo, certo?
Nem sempre. Às vezes, a realidade fala mais alto e, apesar do seu amigo querer te pagar, outras contas também batem à porta dele. Afinal, se ele te pediu um favor desse tipo é porque, provavelmente, já tem alguma dívida que não consegue pagar ou não consegue comprovar renda para fazer a contratação.
A verdade é que quando alguém próximo precisa de ajuda, é difícil dizer não. Mas acredite: falar não é muito importante, tanto pela pessoa que te pediu para emprestar o nome, quanto para você. Se seu amigo não conseguir pagar, é você que terá que arcar com a prestação ou, pior ainda, é o seu nome que pode parar na lista de inadimplentes.
Foi justamente o que aconteceu com a Sandra. Às vésperas do nascimento de sua filha, ela emprestou o nome para seu primo comprar uma motocicleta. Quatro meses depois, o primo ficou desempregado e parou de pagar o financiamento. Sandra começou a receber cartas de cobrança e as dívidas foram se acumulando. “A única coisa que a gente tem antes de nascer é o nome. É o que você tem de mais importante”, diz a Sandra. Essa crença a motivou a dar a volta por cima. Assista ao vídeo e conheça sua história.
Na maioria das vezes, não se trata de má fé. Mas, infelizmente, a confiança entre você e a pessoa que te pediu o nome emprestado e não pagou nunca mais será a mesma. Confira, 3 dicas para não entrar nessa fria.
  1. Quando alguém pedir que você faça uma fiança, compra ou contratação de crédito, mostre-se solidário com a situação que o outro está vivendo. Mas seja firme: explique os riscos e diga que você não pode emprestar o nome, mas talvez possa ajudar de outra maneira. Por exemplo: indicando a pessoa para algum trabalho extra no final de semana, de maneira que ela junte dinheiro para fazer o que pretende.
  1. Se você é aposentado e tem facilidade para acessar o empréstimo consignado, que tem taxas de juros mais baixas que as demais linhas de crédito, não aceite fazer a contratação para filhos, netos ou qualquer outra pessoa. A consignação é uma das principais causas do superendividamento de idosos no Brasil.
  1. Se mesmo conhecendo todos os riscos, mas mesmo assim decida emprestar seu nome, exija algum tipo de garantia – contrato feito em cartório, nota promissória, cheque pré-datado ou algum bem que possa ser penhorado para pagamento. Isso não evitará que seu nome vá parar na lista de restrição de crédito, mas você poderá entrar na justiça para tentar receber o valor da dívida caso a pessoa não pague.
Outra boa medida é monitorar seu CPF. Você pode escolher o melhor plano para o seu bolso, aqui no site do SerasaConsumidor. Caso o seu nome já tenha sido incluído na lista de inadimplentes, negocie diretamente com as empresas credoras e limpe seu nome agora.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Qual o melhor limte de crédito para você - Dica


Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.
“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.
É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:
  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.
Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

As 4 vantagens para manter o nome limpo - Dica


Se alguém lhe pedisse dinheiro emprestado, como você saberia se deve confiar nessa pessoa? Provavelmente perguntaria aos parentes, amigos e vizinhos se ela costuma honrar seus compromissos, se sua situação financeira está sob controle ou se há alguma razão para você se preocupar em receber seu dinheiro de volta. Só depois de conhecer a reputação da pessoa, tomaria sua decisão.
É assim com as pessoas e é assim com as empresas. Elas não conhecem a fundo todos seus clientes, por isso precisam buscar informações sobre eles junto a empresas como a Serasa. E é por isso que quem tem o nome limpo pode ser beneficiado em aprovações de crédito e acesso a produtos financeiros.
Mas, os benefícios de ter sua vida financeira sob controle vão além de gerar mais confiança no mercado. Cuidar das suas finanças também é bom para:
  • Ter uma vida mais saudável: quem está com a vida financeira em ordem tem mais tranquilidade, dorme melhor e adoece menos.
  • Construir relações de qualidade: o descontrole financeiro é uma das principais causas de separação de casais. Ser transparente com sua família com relação às dívidas pode ajudar a trazer mais harmonia para sua casa.
  • Ser mais produtivo no trabalho: estar em dia com as contas faz grande diferença em outras áreas da sua vida, como o trabalho. Além de maior confiança em uma entrevista de emprego, você pode se concentrar melhor nas tarefas profissionais se não tiver que se preocupar com dívidas.
  • Construir uma história positiva: Além de prover uma análise de crédito mais justa, algumas instituições podem vir a oferecer taxas de juros menores para quem integra o Cadastro Positivo. O serviço é gratuito. Clique aqui para fazer o seu.
Se você ainda não usufrui desses benefícios, por conta de dívidas, um caminho é negociar o pagamento com os credores. O melhor momento é agora! Acesse o Limpa Nome Online, cadastre-se e negocie suas dívidas com as empresas participantes.
Seu nome é sua história, um bem do qual você e sua família devem sempre se orgulhar. Conte com o SerasaConsumidor para superar seus desafios e deixar sua marca positiva na sociedade.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Homem morre esmagado por túmulo enquanto cavava sepultura no Maranhão

Um homem identificado como Clodomir Nascimento dos Santos, de 49 anos veio a óbito na tarde desta sexta feira (04/03), após sofrer um acidente de trabalho no cemitério da Faveira na cidade de Magalhães de Almeida, no Maranhão.

Clodomir estava abrindo uma cova para o sepultamento de um conhecido, quando foi surpreendido por um túmulo localizado ao lado de onde estava trabalhando, que desabou o atingindo em cheio.

A vitima foi socorrida por populares e encaminhada ao hospital da cidade, porém não resistiu aos ferimentos. O homem era casado. A família encontra-se abalada com o acontecido.



domingo, 6 de março de 2016

A realidade a poucos metros da praça Irmã Gabriella Torselli no Habitacional Turu recém inaugura.

O vídeo enviado por um morador do Habitacional Turu, mostra a situação de como se encontra a principal Rua que da acesso aos bairros, Habitacional Turu, Divinéia, Santa Rosa, Chácara Brasil, Vivendas do Turu.

A poucos dias autoridades se reuniram para entregar a praça á população, e fizeram que não olharam a rua que fica em frente a mesma, que se encontra quase intrafegável, prejudicando o comercio local, e milhares de pessoas que usam a rua diariamente. As linhas de ônibus tiveram que mudar a rota para atender os cidadãos que dependem unicamente do transporte público. 

Pedimos principalmente aos moradores da região, e que usam os ônibus, Divinéia São Luís Shopping, Divinéia Kenedy e Habitacional Turu, que comentem e compartilhem o vídeo - Queremos que arrumem quanto antes a rua Jaú.

































Imagens da internet: FONTE: http://agenciasaoluis.com.br/foto/16594/

domingo, 21 de fevereiro de 2016

O mistério da estrutura que pode ser vista por Satellite e Google Maps.



O nosso planeta está cheio de mistérios que estão simplesmente sem respostas, apesar de uma grande parcela dos casos dessa falta de resposta é por conta que realmente ainda não encontramos a solução para as questões, a maioria ainda são segredos mantidos de nós, seja para proteger nossas crenças, nossa sanidade, a ordem na civilização.

Descoberta no Egito

Seja para manter o controle, governar através da ignorância, ou qualquer outra possível argumentação, existem aqueles que escondem a verdade de nós, não só de assuntos desconhecidos como a existência de alienígenas ou a verdadeira origem do planeta, mas também de coisas do nosso cotidiano, informações da nossa história.
Mas não estamos aqui para falar de eventos aleatórios, e sim de uma descoberta que não faz muito tempo, usando uma ferramenta muito comum no nosso dia-a-dia, o Google Earth. Enquanto uma internauta passeava pelo Google Earth, usando o “Street View”, ela pode encontrar em um pedaço do Egito, um dos muitos desertos que existem por lá, uma estranha estrutura.

Uma possível nave caída no Egito

Ao menos é o que parece ao se olhar para a imagem, já que o objeto está quase todo tampado pela areia, com exceções de alguns pedaços, que dão a impressão de serem algum tipo de torre ou turbina.

O mais curioso de todo o fato, é de que a estrutura aparenta ser muito maior do que há revelado até então, o que deixa a pergunta de quanto tempo foi necessário para que toda a estrutura fosse soterrada pela areia.
Com base nessa questão, as teorias de que temos visitas alienígenas muito antes do que pensávamos pode se concretizar, muitos acreditem que esta é a prova de que os povos egípcios tinham contato sim com criaturas extraterrestres, explicando a origem das pirâmides e de outras estruturas muito complexas para a tecnologia da época.
Essas teorias surgiram com a teoria do “Eram os deuses astronautas”, baseadas nos hieróglifos das pirâmides mostrando estruturas que só iriamos ter conhecimento nos anos 60 do século XX.

Escondem a verdade de nós

O que aumenta as teorias de que essa é uma realidade escondida de toda a civilização foi a falta de repercussão nas mídias sobre o objeto, já que está nitidamente claro no Google Earth que ela está ali.
Até hoje, ninguém foi fazer alguma expedição no local para conseguir encontrar mais informações, e em algo daquele tamanho não ter sido estudado até hoje é algo que, no mínimo, nos deixa com a pulga atrás da orelha.
Quando falado sobre isso com qualquer um que possa dar uma explicação com base na ciência conhecida, todos mudam de assunto, é como se realmente tentassem nos fazer de bobos e acreditam que o simples ato de ignorar vai fazer com que nós esqueçamos do que foi encontrado. Talvez eles
tenham razão talvez.

Mas não podemos ignorar a existência de algo desse porte, o que significaria uma interferência alienígena na nossa existência em tantos séculos de história? As guerras, a evolução, será que realmente temos controle de tudo isso, ou vem tudo com uma “ajudinha” lá do espaço?

Completando a teoria

Para finalizar, uma duvida que segue aqueles que conhecem a história do objeto encontrado se perguntam o porque da nave estar tanto tempo ali, onde estariam os tripulantes da nave, será que existem extraterrestres vivendo entre nós, disfarçados?
Com certeza essa, que era para ser a maior descoberta da história, ainda tenta ser passada como apenas “mais uma teoria da conspiração”, arma criada pelo governo e por aqueles que querem controle para desmoralizar qualquer informação que saia do controle deles.
Caso você ainda não acredite no que estou dizendo, procure por essas coordenadas: 30°1’13.25″N 31°43’14.51″E. E tire suas próprias conclusões.

Conteúdo da Internet.
Fonte: http://neldermedeiros.com/?p=49187 

Um pouco da Índia. As faces da Cultura e Religião.






















É hora de sorrir um pouco - Veja o vídeo