terça-feira, 30 de agosto de 2016

Qual o melhor limte de crédito para você - Dica


Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.
“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.
É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:
  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.
Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

É hora de sorrir um pouco - Veja o vídeo