quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Crianças sendo espancadas por um "homem" Monstro

Impossível - Você vai se revoltar com o que vai ver nesse vídeo

Vídeo information in English and Spanish - strong images

Caros visualizadores deste vídeo, este canal não tem nem uma relação com a gravação deste conteúdo. O motivo de termos publicado o mesmo, é voltado para a denúncia e conscientização de algo que ocorre com frequência,  nas mais diversas classes sociais. 

Ultimas informações sobre esse caso.
Mulher filma marido espancando crianças em orfanato onde ele trabalhava e vídeo gera revolta na internet.
Uma mulher filmou secretamente o seu marido, um supervisor de orfanato, batendo em crianças com uma vara e chutando-as até que elas começassem a chorar.

O vídeo mostra Osama Mohamed Othman batendo nas crianças antes de chutá-las para correrem, fazendo com que elas gritassem de dor.
O jornal State-run Al-Ahram disse que a esposa fez o vídeo dois meses atrás, na Mecca Al-Mokarama Orphanage, em Giza, no Egito.
A esposa filmou secretamente seu marido batendo em crianças e chutando-as até que elas começassem a chorar.
Mulher não suportou ver crianças órfãs sendo espancadas por marido e o filmou secretamente, entregando vídeo às autoridades.
O vídeo mostra Osama Mohamed Othman espancando as crianças. “Ele batia nas crianças e por isso eu o filmei e coloquei o vídeo na internet, para expô-lo”, disse Elham Eid Awad.
O vídeo apareceu nas mídias sociais no domingo.
Dentro de um dia ele já tinha mais de 20.000 visualizações no YouTube e ganhou mais de 85.000 compartilhamentos no Facebook.
O homem batia em algumas crianças tão violentamente que elas voavam pelo quarto. Mas Othman afirmou que tratava os órfãos como suas crianças, e estava somente tentando fazê-las parar com seus maus comportamentos.
Elas aparentemente ligavam a TV e abriam o refrigerador sem a permissão dele, o que o deixava furioso. Sua esposa entregou outros vídeos ao Ministério Público, como evidência do crime.
Pouco tempo depois que os vídeos foram disponibilizados na internet, a ministra da solidariedade social, Ghada Wali, ordenou que as crianças fossem transferidas para outro orfanato.

Se condenado, o réu pode ficar preso por 7 anos, de acordo com especialistas legais.





É hora de sorrir um pouco - Veja o vídeo